Elogio da Loucura - por Marcelo Andrade

/
0 Comments

Estreiando aqui no Moviemento o colaborador Marcelo Andrade, que escreve no artenomoviemento.com.br e é jornalista na produtoramc.


Loucura, se ninguém te louva, louva-te a ti própria. Pense na loucura como a sua fiel companheira. Presente na sua vida nos momentos mais decisivos e prazerosos. Elogio da Loucura, escrito em 1509 por Erasmo de Roterdã, convence o leitor que sem a loucura jamais existiria casamentos, amizades verdadeiras e seria impossível viver nos parâmetros da sociedade.

Respeitado padre, Erasmo escreveu a obra numa viagem a cavalo da Itália à Inglaterra. O toque de genialidade do livro, sempre irônico ao provocar a ordem social daquele tempo, é a impressão que você tem de que é a loucura que fala nos seus ouvidos, elogiando a si própria e mostrando o quanto está presente nos mínimos detalhes das ações humanas. Sempre com a razão, a loucura também se mostra uma coisa necessária e até sedutora.

No meio dessa viagem divertida e inteligente, Erasmo ainda faz duras críticas. Primeiro a religião, em especial à católica. Depois, aos juristas que ao criarem centenas de leis sem se preocupar com a relação que existiria ou não entre elas, estão embebidos na loucura.

“Deliciosa loucura, és a divindade que semeia a felicidade por todos os homens. Afinal, haverá criatura mais feliz, tonta, alegre e extravagante que um louco? De que valeria a vida se lhe cortássemos todos os prazeres? Por isso te louvo e presto culto. É a ti que vou
buscar inspiração para as coisas prenhes da vida. Já dizia Sófloces: Quanto menos prudência e sabedoria, maior a felicidade. Repara na infância, é um dos períodos mais alegres da nossa vida porque traz em si a sedução da loucura. À medida que o homem cresce, estuda e aprende a disciplina da vida, a sua graça murcha, a vivacidade languesce, a alegria arrefece, o vigor decresce. E a velhice só é suportável com o auxílio da loucura....” escreveu Erasmo de Roterdã em 1509.

Marcelo Andrade é jornalista na produtoramc e escreve sobre arte e
cultura no portal artenomovimento.com.br e colabora com o Moviemento


You may also like

Postar um comentário