/
0 Comments


Acalmou-se e desconsiderou a safadeza de quem conduzia o lotação,
Guardou as mãos nos bolsos sem partilhar da canção que vinha no assovio.
Seguiu...
Ultrapassou esquinas emergindo em mundos onde ninguém suspeitava de suas façanhas.
Ignorou credores que intervinham os amigos à sua procura,
Abençoou mulheres que levavam filhos à porta de tua casa...
Manteve-se hermético, insosso e insano.
Deixou de lado o estranho prazer de comer peanuts e
pensar nas resoluções dos problemas.
Seguiu plantando expectativas de suicídio,
Seguiu sem que ninguém suspeitasse de suas façanhas...
Na segurança de cada esquina ultrapassada, sorria com o canto da boca...
Ninguém suspeitava...


You may also like

Postar um comentário