/
7 Comments


Fim dos Tempos - de M. Night Shayamalan

Fim dos Tempos é o sexto trabalho da filmografia do diretor M. Night Shayamalan, chega aos cinemas dando continuidade ao que pode ser considerado uma característica bastante peculiar a Shayamalan, histórias simples e inusitadas. Com enredos muitas vezes visto em filmes de categoria B, o diretor extrai situações fantásticas dando-lhe uma “roupagem” mais artística e talhadas com quem domina as técnicas do suspense como poucos no cinema.

Em seu novo longa, estranhos acontecimentos tem início em pleno Central Park, Nova York, pessoas perdendo os sentidos, desorientadas mentalmente subitamente cometem suicídio. Tal terror segue pela cidade, onde policiais atiram na própria cabeça e trabalhadores saltam do alto dos prédios. O caos toma a cidade e se alastra por todo o pais com a apreensão de estar sendo vítima de um terrível ataque terrorista.
Assim mais “ataques” vão acontecendo em locais isolados sem que autoridades, imprensa ou as pessoas saibas os reais motivos dos bizarros acontecimentos.
Nesse percurso encontramos o professor de ciências Elliot Moore (Mark Wahlberg), que acompanhando as noticias, percebe os ataques cada vez mais próximo da Filadélfia onde ela mora com sua esposa Alma Moore (Zooey Deschanel), ao lado do amigo professor de matemática Julian (John Leguizamo), Elliot tentará conduzir sua família a um lugar seguro ao passo que também tentará entender tal fenômeno.

O roteiro segue com diversos subtextos que vão sendo propostos ao longo do filme, a importância da mídia e sua influência na vida das pessoas, além de questões como o meio ambiente e o medo constante que o terrorismo provoca. Tais temas são apresentados de forma superficial o que faz prevalecer o ritmo do filme, mergulhando o espectador num suspense caótico, próximo aos personagens a mercê do que o destino os reserva.
O clima de suspense segue alto pelos 96 minutos do filme, a tensão é sempre bem trabalhada pelo diretor, técnica que aliás Shayamalan domina como poucos. Outro elemento sempre presente em seus trabalhos, é a presença de um drama, um conflito entre os personagens que se desenvolve junto a trama do filme, numa simbiose onde esses dois núcleos (a trama do filme e o conflito pessoal dos personagens), atuam como combustível e pano de fundo alternadamente.

Mark Wahlberg carrega o papel principal do longa, e tem uma boa atuação, através do olhar de seu personagem é que temos a dimensão dos acontecimentos e junto a ele vamos tentando entender o inimigo invisível que se apresenta. Mark consegue transmitir a confusão em que se encontra a cabeça do professor Elliot Moore, vivendo uma situação onde a racionalidade de um homem das ciências é posta a prova, juntamente com os sentimentos que emergem de sua crise conjugal com a esposa Alma Moore.
A presença do personagem de John Leguizamo poderia ser tratada com mais profundidade, porém enquanto está em cena a interpretação do ator é marcante, maior mesmo que a importância de seu personagem para o filme.

A carreira de M. Night Shayamalan parece ter apenas um trabalho unânime entre publico e critica, que é sua estréia em Sexto Sentido, os demais trabalhos, sempre foram criticados por uns e elogiados por outros. No entanto o diretor e roteirista segue, num caminho onde Menos é Mais, e assim vai construindo trabalhos únicos a partir de temas menores, de uma simplicidade típicas de filmes B, que na mão de Shayamalan, tornam-se obras mais densas e originais.

Ygor MF

Ficha Técnica:
Título no Brasil: Fim dos Tempos
Título Original: The Happening
País de Origem: EUA / Índia
Gênero: Drama / Suspense
Classificação etária: 16 anos
Tempo de Duração: 96 minutos
Ano de Lançamento: 2008
Estréia no Brasil: 13/06/2008
Direção: M. Night Shyamalan

Elenco:
Mark Wahlberg ... Elliot Moore
Zooey Deschanel ... Alma Moore
John Leguizamo ... Julian
Ashlyn Sanchez ... Jess
Betty Buckley ... Sra. Jones
Spencer Breslin ... Josh


You may also like

Postar um comentário