Poesia de Israel de Azevedo

/
0 Comments

LADAKH

longevo
paraíso
para trás
ignorado
ocidente
o ar é frio
e corta
escarpada
serpente
shangri-lá,
não é aqui
teias
de rotas
monastérios
o vento
sussurra
o mantra.

Israel Azevedo


You may also like

Postar um comentário