Paul Celan

/
0 Comments


I.

NOS RIOS a norte do futuro
lanço a rede que tu
hesitante afundas
com sombras escritas
por pedras.

II.

DEITADO NO CÉU em lençóis
de peste. No
lugar
desnoitado.

Os reflexos das pálpebras vibrantes durante
o opulento
grau zero
do sonho.

III.

TAL COMO EU TRAGO a sombra do anel
trazes tu o anel,

algo que está habituado ao peso
se desloca
conosco,
tu, infinito
destruidor do sempre.

Paul Celan
Paul Celan (Cernăuţi, 23 de novembro de 1920Paris, 20 de abril de 1970) foi um poeta romeno radicado na França.

Seu verdadeiro apelido de família era Antschel (ortografia alemã) ou Ancel (ortografia romena). Celan é um anagrama da ortografia romena.
Sobrevivente do Holocausto, Celan é considerado um dos mais importantes poetas modernos da língua alemã. Suicidou-se por afogamento.
[editar]Prêmios (seleção)

1960 - Prêmio Georg Büchner


You may also like

Postar um comentário