Porque hoje não escrevi aquele poema - 011

/
0 Comments
Victor Camundongo

Resposta ao Sr. Henrique Vila Matas que aqui nesse espaço me dirigiu essas palavras: Ao Sr. Victor...

Concordo com o Sr. quando diz que indiretamente estou escrevendo poesias, na verdade é uma poesia direta, pura e franca sobre O POEMA que quero e concordando mais uma vez com o senhor talvez nunca escreva.

Penso sim que há sempre um motivo, um obstáculo para que aquele poema ainda não seja escrito, hoje foi pela necessidade de responder aos seus comentários, por outro lado, temo que o motivo principal e recorrente seja a distância de nos mantemos diariamente de tudo que é poesia. Nublados, impedidos de ver AQUELE POEMA que nos faria sorrir e chorar. Não mais aleijados das mãos ou da boca que talvez pudesse declamar aquele poema e muito menos surdos pois queremos ouvir aquele poema. Lamento então o decreto da nossa morte cega porque estamos incapacitados de ver AQUELE POEMA...

Mas eis que nós poetas para a alegria e maldição de todos ou apenas nós mesmos, permaneceremos incessantes e esporádicos perseguindo o poema. Assim a minha ânsia por esse dia só não é maior que o meu temor de como será o dia seguinte quando enfim escrever AQUELE POEMA...

Victor Camundongo 





You may also like

Postar um comentário