Micro-Conto - O Melhor Escritor do Mundo

/
0 Comments
Ao terminar mais um texto sabia que a mãe aguardava ansiosa para lê lo, sabia também que mais uma vez se emocionaria. O amigo crítico literário se diria mais uma vez surpreendido pelo sua genialidade literária, e o amigo iletrado confessaria que somente os seus textos é que lhe despertavam curiosidade e algum contato com a literattura.

Tentava adivinhar qual o número de curtidas e comentários que teria ao publicar em seu site pessoal (sabia de certo que o número seria como de costume entre 800 a 1000 manifestações de fãs). Difícil mesmo era decidir pra qual concurso mandar aquele conto já que sabia que seria o vencedor. 

Mas não sabia, jamais desconfiara dos amigos, dos editores, dos menestréis e acadêmicos que se moviam todos unidos para contornar a sua loucura míope, incapaz de enxergar a verdade de páginas, telas, livros e cadernos vazios que só em sua mente estavam repleto de pura poesia... 


You may also like

Postar um comentário