Edgar Além Poeta - Ghost Writer 1

/
0 Comments

Não!!! Eu não sou um poeta, apesar do nome. E o "pesar" não contém nenhum desgosto para com os poetas e muito menos para a poesia, mas sim para a brincadeira fácil e boba que vem sempre atrelada ao nome:  - Ahhhhh poeta então... Ou: Poeteiro o Sr. né? Sem contar que de modo geral, para aquele que não tem a mínima intimidade com o objeto livro, todo escritor é poeta e todo poeta é... Um romântico, um sonhador, um delicado ou sei lá que outra forma pejorativa que eles conseguem extrair do que antes era um elogio...


Bom... Eu não sou poeta, não sou muito romântico nem sou fã de coisas delicadas, principalmente na literatura. Eu sou um contista, ou melhor tento ser mas não é bem assim que ganho a vida, por tanto, sou um ghost writer, escrevo textos diversos, inclusive poesias. Mas aqui num tempo livre vou escrever as minhas histórias, os contos de Edgar Além Poeta... Vamos lá!


 Plim!!! Nova mensagem aparece no desktop. É o primeiro contato num briefing bem simplificado, quase como uma resenha diz assim:

História de um defunto autor que de forma irônica reconta sua história. A narrativa deve começar a partir de seu enterro e numa sequência não linear (o autor ressaltou isso) deve passar pela sua infância, adolescência, mocidade, velhice etc etc... Ah, é um romance de época vamos marcar uma reunião com o cliente, ele possuí muito material de pesquisa histórica e outros detalhes. Por enquanto sem nome definido...

Lá se vai o meu texto pro espaço, para o espaço da gaveta junto de outras tantas anotações de textos ainda não escritos. Vou trabalhar...

Edgar Além Poeta


You may also like

Postar um comentário