/
0 Comments

“O Abraço Partido” –
Um filme argentino que conta a história do jovem Ariel, um rapaz sem grandes pretensões na vida que quer tirar a cidadania polonesa para poder fazer uma viagem ao velho continente. Tal viagem é o que pode dar uma guinada em sua vida monótona que leva em Buenos Aires. Ariel vive com a mãe, prestando serviços em sua loja de lingerie numa galeria da cidade junto de pessoas que a décadas levam o mesmo tipo de vida trabalhando e lutando para sobreviver naquele lugar.
O jovem rapaz possui um sentimento dúbio pelo pai que o abandonou ainda na infância. Assim, ao passo que tenta conformar-se com esse buraco na família, uma certa curiosidade o afeta e lhe faz querer descobrir quem foi seu pai e que motivos o teriam levados a ir embora. Porém, como esse parece ser um assunto morto em sua família(seu irmão e mãe não comentam nada a respeito) ele começa a questionar os demais proprietários da galeria, e passa a conhecer de forma desfragmentada quem foi seu pai. Munido dessas informações vai colocando sua vida em dia, seja no relacionamento com seu irmão e mãe ou no caso que mantém com a mulher do “Cyber-café”, Ariel tenta não deixar nada pendente em sua vida, para que possa fazer a viajem e ingressar numa “outra” vida de forma clara e resolvida.
O filme “O Abraço Partido” não chega a ser um filme autoral, no entanto, não é de todo despretensioso, um drama que não chega a ser triste ou tenso, uma comedia longe do hilário e do banal. Um exemplo da capacidade e da necessidade do cinema latino, incluindo o cinema brasileiro, de produzir filmes que entretenham sem deixar de lado a arte, uma maneira de adaptar-se à concorrência com a industria norte americana.

Ygor Moretti 15/12/2006

Ficha Técnica
“O Abraço partido” já disponível para locação.
Título Original: El Abrazo Partido
Tempo de Duração: 97 minutos
Ano de Lançamento (Argentina): 2004
Direção: Daniel Burman
Roteiro: Daniel Burman e Marcelo Birmajer
Elenco
Daniel Hendler (Ariel)
Adriana Aizemberg (Sonia)
Jorge D'Elia (Elias)
Sergio Boris (Joseph)


You may also like

Postar um comentário