/
0 Comments

Apocalypto -
de Mel Gibson

O ator e diretor Mel Gibson visita novamente temas históricos. Assim como em “Coração Valente”, e “Paixão de Cristo” “Apocalypto” conta a história de um mundo então desconhecido, uma aventura na civilização Maia é o que mostra o filme de Gibson recém lançado nas locadoras.

Em “Apocalypto” a câmera emerge em uma aldeia indígena nos tempos das descobertas. Em verdade não sabemos muito onde estamos e a que época pertence àqueles acontecimentos. É nesse estado de torpor que “caímos de para-quedas” em “Apocalypto” em meio a um voraz ataque dos maias a uma aldeia vizinha.
Longas cenas de violência crua nos moldes do que foi visto em “Coração Valente” e “Paixão de Cristo” seguem durante o processo de domínio e captura de escravos.

Nesse pandemônio o jovem Jaguar Paw (Rudy Youngblood) tenta salvar sua família levando mulher e filho a um esconderijo localizado em uma gruta. No entanto ele acaba sendo levado como prisioneiro a uma grande cidade do império Maia, onde os capturados serão comercializados como escravos ou mortos em sacrifícios aos deuses. Para sorte ou azar de Jaguar o rito de mortes é encerrado e os demais escravos que esperavam pela execução certa “ganham” uma chance de escapar com vida quando são soltos na mata, a partir daí serão caçados por um grupo de guerreiros.

A essa altura as preocupações de Jaguar não são simplesmente conseguir sobreviver, mas sobreviver para poder salvar sua família que permanece sem opções, presa no esconderijo que se tornou uma prisão. Esse é o mote principal do filme, mantido sob forte tensão por longo tempo.

Como de costume a violência dos filmes de Mel Gibson tem sido bastante criticada, por ela rótulos de anti-semita entre outros tem sido empregado ao ator e diretor. Porém por mais forte que sejam as cenas do longa a violência não é gerada gratuitamente, o diretor parece sim querer com elas chamar atenção, chocar na tentativa de uma construção realista dos fatos abordados nos filmes, contudo o contexto das histórias permite que tal violência seja explorada.

O elenco é formado por atores estreantes rostos desconhecidos da industria cinematográfica, fato que ao lado do idioma nativo utilizado aumenta a credibilidade de toda a trama.
O roteiro organicamente falando é simples, trata-se do confronto de tribos indígenas e uma caça implacável protagonizada por índios, (o homem branco não havia pisado ainda naquelas terras). “Apocalypto” comporta-se em certos momentos como algo mais voltado para a observação do que para possíveis inferências do publico com o filme, isso porque o longa segue numa vertente demonstrativa que faz grande uso das imagens e das ótimas atuações dos atores. Mais do que contar uma história, “Apocalypto” é um exercício de enxergar, um forte trabalho com raras imagens no mundo do cinema.

Ygor MF
Ficha Técnica
Título Original: Apocalypto
Tempo de Duração: 139 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2006
Site Oficial: www.apocalypto.com
Direção: Mel Gibson
Roteiro: Mel Gibson e Farhad Safinia
Elenco
Rudy Youngblood (Jaguar Paw)
Dalia Hernandez (Seven)
Jonathan Brewer (Blunted)
Morris Birdyellowhead (Flint Sky)
Carlos Emilios Baez (Turtles Run)
Ramirez Amilcar (Culr Nose)
Israel Contreras (Smoke Frog)
Israel Rios (Cocoa Leaf)
Maria Isabel Diaz (Sogra)
Iazua Larios (Sky Flower)
Raoul Trujillo (Zero Wolf)
Gerard Taracena (Middle Eye)
Rodolfo Palacios (Snake Ink)
Mayra Serbulo Espiridion Acosta Cache


You may also like

Postar um comentário