Valério Magrelli

/
0 Comments


É sobretudo no pranto
onde a alma revela
a sua presença
e numa secreta compressão
faz da dor água.
A primeira gemação do espírito
se dá portanto na lágrima,
palavra lenta e transparente.
Segundo essa alquimia elementar
o pensamento se torna de fato substância
como uma pedra ou um braço.
E não há turbação no líquido,
mas só um mineral
desconforto da matéria.
II.

Mas deve existir uma estrada interna,
uma espécie de atalho
entre a cabeça e as pernas
que atravesse braços, barriga
e aquilo que Homero chama
no livro dezoito as vergonhas.
Uma trilha distante
imersa dentro do corpo,
uma veia que passou despercebida
ou um rio navegável,
uma rede viária
ou um subterrâneo. Uma idéia
encostada como um guarda-chuva
e depois esquecida.

Valério Magrelli


You may also like

Postar um comentário