American Hustler

/
0 Comments

No final da crítica de "O Vencedor" (2010) que escrevi para o Cenas de Cinema, digo que tal filme foi um ponto fora da curva na carreira do diretor David O. Russel. Pois bem, "Trapaça" (2013) consiste num novo ponto "fora" da curva de uma carreira que agora se mostra consistente e interessante.

Da mesma forma que em "O Vencedor", "Trapaça" indicado a dez Oscars possui um roteiro cheio de camadas, além de reviravoltas que o diretor mais uma vez soube direcionar muito bem, num ritmo constante que mantém o climax da história sempre em evidência.

Christian Bale é Irving Rosenfeld, um sujeito que depois de uma infância difícil, decidiu que ele mesmo seria responsável por seus ganhos e negócios. Dono de uma pequena rede de lavanderia, pratica pequenos golpes vendendo quadros falsificados. Quando conhece Sydney Prossser (Amy Adams) a atração entre os dois é imediata, embalados pelo som de Duke Ellington igualmente admirados pelos dois, nasce um romance e uma nova parceria de negócios e trapaças. O sucesso nos negócios também é instantâneo, até que Richie DiMaso surge no caminho da dupla. 

Richie um agente do FBI disfarçado que após desmascarar Irving e Sydney irá obriga-los a aplicar golpes em políticos e mafiosos "a serviço" do FBI. Nesse clima já tumultuado em que Richie parece viver um certo affair com Sydney criando um tempestuoso triangulo amoroso, surge Rosalyn (Jennifer Lawrence), esposa descontrolada e barraqueira de Irving. 

Neste cenário, com esses importantes personagens em interpretações riquissimas do quarteto é que se desenrola toda a trama de "Trapaça", nos bastidores, à margem de políticos corruptos e de todo o "glamour" da máfia é que Irving e cia tentarão conquistar o seu quinhão.
Os personagens são ricos e complexos, vigaristas com crise moral e conflitos internos. Para dar vida a esses personagens o figurino enfatiza a caracteristica de cada tipo, roupas, penteados, maquiagem e a música das discotecas sempre presente.  Christian Bale mais uma vez além de uma grande interpretação aparece em mais uma impressionante transformação física como já virou costume em sua carreira. Aqui, "careca-cabeludo" e com uma bela barriga para ostentar.

Jeremy Renner faz uma boa participação como um prefeito em meio a escusas negociações e Robert de Niro também numa rápida e  interessante participação como um mafioso vivido e astuto. Trapaça marca a repetição das parcerias do diretor com os atores, desde Badley Cooper, Robert de Niro e Jeniffer Lawrence em "O Lado Bom da Vida" à Christian Bale e Amy Adams em "O Vencedor" e agora em "Trapaça". 

Mais do que boas escolhas o diretor mostras que sabe lhe dar com grandes nome e tirar deles grandes momentos frente a câmera.




You may also like

Postar um comentário