Ajuste de Contas

/
0 Comments

Em "Ajuste de Contas" o diretor Peter Segal narra a trajetória de duas lendas do boxe que sempre mantiveram uma grande rivalidade dentro e fora dos ringues. Após duas duras lutas com uma vitória pra cada lado Henry "Razor" Sharp (Sylvestre Stalone) e Billy "The Kid" McDonnen (Robert de Niro) tentam se esconder dos tempos de fama e glória que viveram no mundo do boxe. Enquanto Razor se esconde numa siderúrgica e ocupa a mente com esculturas de "ratos de metal", Kid vive entre seu bar e a concessionária de carros, indignado por nunca ter tido a terceira luta contra Razor, luta que segundo ele mostraria quem de fato era o melhor entre os dois.

Quando um oportunista agenciador de lutas propõe aos dois que participem de uma espécie de luta virtual para um novo video-game, a guerra entre os dois vem a tona, e o que era pra ser apenas no mundo virtual surge como uma tremenda necessidade do derradeiro ajuste de contas.

Até aqui nada de novo, se esses lendários pugilistas não estivessem a muitos anos aposentados. Neste ponto a presença de Stallone e de Niro dá muito mais força aos paradigmas que o longa vai trabalhar sempre pontuando e confrontando o velho e o novo, o tradicional e o moderno, num ritmo bastante leve e cômico como de costume para a carreira do diretor com filmes como: Tratamento de Choque, Golpe Baixo, Como se fosse a Primeira Vez e outros.

Os próprios atores são "vitimas" desse "deboche" em claras referências a série Rocky e a Touro Indomável que Stallone e De Niro ficaram marcados respectivamente. Com essas escolhas o diretor Peter Segal acerta a medida de não levar-se tanto a sério e por outro lado não entregar um trabalho ingênuo ou despretensioso demais, vale a pena conferir!





You may also like

Postar um comentário