Crônica da felicidade em outro lugar - 1

/
0 Comments


Um ataque cardíaco... E ganhou coroas, medalhas, odes e músicas.
Os mais distantes lamentavam profundamente sem lembrar do quão era duro a convivência com ele. De longe o achavam ainda uma ótima pessoa.
- Que perda irreparável diziam os próximos a esses. Mesmo sem conhece-lo.
Um ataque cardíaco e ficou lindo, esbelto, sereno, herói, um martir.
Depois do ataque cardíaco seus trabalhos viraram obras primas, as frases chatas que sempre repetia ditos populares, um hino.
Depois do ataque cardíaco o amor incondicional,
todas as conquistas vieram depois do ataque cardíaco junto de abraços demorados e choro incontrolável.
Quase o chamaram de santo ou algo próximo disso.
Em contra partida muitos outros continuaram a acha-lo um babaca, derrotado, azarado, um bosta.
- Foi sempre um nada, este é o o seu maior feito. Um ataque cardíaco. Diziam implacáveis.
Mas nínguém sabia que sua superioridade, principalmente agora, estava no fato de não ligar pra mais nada, seu último pecado em vida foi partir com o ar esnobe de quem diz: - Foda-se, a tudo...
Talvez pudesse melhorar ou diminuir a intensidade disso se não estivesse morto.
Mas era impossivel não se achar superior enquanto desfrutava de seu nirvana particular onde não sentia nem se importava com mais nada, ma-is na-da.


You may also like

Postar um comentário